>>

Carla Carneiro

Carla Carneiro

 

Carla Carneiro - Bombeira de 3ª

 

    O "Entre Nós" convida-o hoje a conhecer a Carla Carneiro. Uma bombeira que veio de outro Corpo de Bombeiros mas que se adaptou com extrema facilidade à casa onde hoje está.

    Nome: Ana Carla Carneiro
    Idade: 40
    Data de admissão no C.B.: 2006
    Categoria: Bombeira de 3ª
    Cursos: TAT, SD, Operador de Central.

    Como surgiu a oportunidade de ingressar nos B.V. Lisbonenses?
    A oportunidade surgiu por convite do anterior Presidente de Direcção que na altura me lançou o desafio de vir trabalhar para os Lisbonenses como operadora de central de comunicações. Como na altura era voluntária noutro corpo de Bombeiros da cidade, mudei-me para cá.

    Descreva-nos o seu percurso.
    Fiz o meu curso de bombeiro de 3ª classe nos Bombeiros Voluntários da Ajuda sem saber muito bem o que era esta coisa de ser Bombeiro. No entanto, concluí o curso e foi nos Bombeiros da Ajuda que fiz serviço durante cerca de dois anos. Posteriormente, com a minha transferência para os Lisbonenses iniciei a minha actividade de bombeira voluntária e profissional.

    Desde o seu ingresso, qual foi o seu maior desafio? 
    O meu maior desafio foi a adaptação aos Lisbonenses. Vinha doutra casa, com outra forma de funcionamento e quando cá cheguei vi tudo era diferente. Com muito esforço da minha parte e com a colaboração dos colegas consegui ultrapassar todas as dificuldades. Actualmente estou perfeitamente integrada neste grupo fantástico de homens e mulheres com quem trabalho diariamente.

    Quais são os seus interesses e que hobbies pratica?
    Adoro ouvir música! Ouço música durante o dia inteiro e quanto aos estilos, sou bastante ecléctica. 

    Como define os B.V. Lisbonenses?
    Provavelmente, se disser que somos uma família e que esta é a minha segunda casa não estou a ser nada criativa na resposta mas, a verdade é que não há outra forma de definir os Lisbonenses. É certo que por vezes surgem as naturais desavenças próprias da convivência, da saturação e do stresse mas como é lógico, facilmente são superadas. Como em qualquer família, no fim, a amizade prevalece.

    O que é ser Bombeiro?
   Ser bombeiro é estar sempre presente onde é preciso. É saber responder com prontidão às solicitações que nos são feitas, tendo sempre presente que da nossa actuação pode resultar uma vida salva ou a minoração da dor de alguém. É termos também condensadas numa só pessoa muitas profissões porque é vital percebermos um pouco de tudo.

Área Reservada