>>

Carlos Ventura

Carlos Ventura

 

Bombeiro de 3ª - Carlos Ventura

 

    O "Entre Nós apresenta-lhe hoje o Carlos Ventura. Veja o que tem para nos contar!

    Nutro pelo Ventura um enorme carinho. Provavelmente nem ele sabe disso mas a verdade é que não sou só eu a sentir isto por ele. É conhecido por ser ponderado, bom conselheiro, camarada e amigo e talvez por isso sintamos que o Ventura estará sempre presente. Trabalhei com ele durante sete anos e foi, durante esse tempo, uma referência para mim e todos os outros. Eu também fui dos que o aliciou a vestir a nossa farda e cada vez mais tenho noção de que foi uma boa escolha.

    Nome: Carlos Hernani Ventura
    Idade: 58 anos
    Data de admissão no C.B.: Fevereiro de 1995
    Categoria: Bombeiro de 3ª classe
    Cursos: TAT, DAE, Curso de 1ª Intervenção em Fogos Florestais.

    Como surgiu a oportunidade de ingressar nos B.V. Lisbonenses?
    Em 1995 trabalhava com alguns colegas que eram bombeiros. Por ter sido durante muito tempo aliciado por todos eles, decidi experimentar, apesar de contar à época com 42 anos de idade.

    Descreva-nos o seu percurso.
    Tenho tido um percurso muito calmo. Por ter dois filhos e ter um horário de trabalho por turnos, nem sempre é fácil conciliar tudo isto, no entanto, o Comando do Corpo de Bombeiros conhece a minha situação e sabe que conta sempre com a minha disponibilidade.

    Desde o seu ingresso, qual foi o seu maior desafio? 
    Sem dúvida que ter feito o meu curso com 42 anos foi um desafio enorme. Tinha a minha estabilidade profissional e familiar, com as suas rotinas e a tranquilidade que tanto apreciava e, de repente vejo-me a fazer um curso de bombeiros ao lado de miúdos com 20 anos, a subir escadas de ganchos e todas a outras manobras que nos eram exigidas. Isto era uma coisa de loucos, para não falar dos horários de trabalho que me dificultavam tudo isto porque tinha que fazer trocas de serviço para poder estar sempre presente. Foi sem dúvida o meu maior desafio em toda a minha carreira de bombeiro.

    Quais são os seus interesses e que hobbies pratica?
    Gosto imenso de Futebol e tudo o que a ele está ligado. Já fui praticante e de vez em quando ainda faço uma perninha mas também gosto muito de música e de passear com a família. 

    Como define os B.V. Lisbonenses?
    Até vir para os Bombeiros não sabia o que isto era. Quando cheguei cá, fui muito bem acolhido pelos meus camaradas e estou numa casa onde me sinto muito bem. Gostaria por isso de dar um pouco mais do meu tempo. Os Lisbonenes são um Corpo de Bombeiros que apesar de inseridos na cidade de Lisboa, são muito activos. Esta é, sem dúvida, a minha casa.

    O que é ser Bombeiro?
    Ser Bombeiro é sentir-me bem comigo mesmo. É fazer o que puder por alguém que precise de mim sem esperar retorno das minhas acções.

Área Reservada